SEXO sob o olhar da espiritualidade - Parte II

mulher mae   homem pai 1homem pai 2

   O trabalho paciente dos milênios transformou essas relações.
   A mulher-mãe e o homem-pai deram acesso a novos sopros de renovação do espírito. Com base nas experiências sexuais, a tribo converteu-se na família, a taba no lar, a defesa armada cedeu ao direito, a floresta selvagem transformou-se na lavoura pacífica, a barbárie ergueu-se em civilização, o grito elevou-se ao cântico, e, estimulada pela força criadora do sexo, a coletividade humana avança, vagarosamente porém, para o supremo alvo do divino amor.
   Desejo, posse, simpatia, carinho, devotamento, renúncia, sacrifício, constituem aspectos dessa jornada renovadora. Por vezes, a criatura demora-se anos, séculos, existências diversas de uma estação a outra. Raras individualidades conseguem manter-se no posto da simpatia, com o equilíbrio indispensável. Poucas se libertam da posse sem duelos cruéis com os monstros do egoísmo e do ciúme.
   Assim como se submete o diamante ao disco do lapidário, para atingir o pedestal da beleza, assim também o instinto sexual, há que dobrar-se aos imperativos da responsabilidade, à disciplina e aos ditames da renúncia.
    Estas conclusões, não nos devem induzir a programas de santificação compulsória no mundo carnal. Nenhum homem conseguiria negar a fase da evolução em que se encontra. A Natureza nos ampara sempre, tanto mais forte quanto mais decidido é o nosso propósito de progredir na direção do Bem Supremo.
    Devido a incompreensão sexual, incontáveis crimes campeiam na Terra, determinando estranhos e perigosos processos de loucura, em toda parte. Muitos obstinam-se a conservarem deprimentes estados psíquicos. O ciúme, a insatisfação, o desentendimento, a incontinência e a leviandade alastram terríveis fenômenos de desequilíbrio.
    Não solucionaremos tão complexo problema do mundo simplesmente à força de intervenção médica, embora seja admirável a contribuição da ciência no terreno dos efeitos, sem contudo atingir a intimidade das causas.
    A personalidade não é obra da usina interna das glândulas, mas produto da química mental.
    A endocrinologia poderá fazer muito com uma injeção de hormônios, para socorrer as coletividades celulares, mas não sanará lesões do pensamento.
    A genética poderá interferir nas câmaras secretas da vida humana, perturbando a harmonia dos cromossomos, no sentido de impor o sexo ao embrião, mas não atingirá a zona mais alta da mente feminina e masculina, que manterá característicos próprios, independente da forma exterior ou das convenções estatuídas.

perispirito espirito e corpo

    A medicina inventará mil modos de auxiliar o corpo atingido em seu equilíbrio interno, entretanto, compete a nós outros praticar a medicina da alma com o fim de amparar o espírito.

casal mistico cinco

    É mister acender a luz da compaixão fraterna, traçando caminhos definidos à responsabilidade individual; mais amor e as derrocadas cederão lugar a experiências santificantes.
    Aos corações desalentados lembremos que tal é o sexo em face ao amor, quais são os olhos para a visão, e o cérebro para o pensamento: não mais do que aparelhamento de exteriorização.
   É um erro lamentável supor que só a perfeita normalidade sexual possa servir de templo às manifestações afetivas. O campo do amor é infinito em sua essência e manifestação. Insta fugir às aberrações e aos excessos; contudo, é imperioso reconhecer que todos os seres nasceram no Universo para amar e serem amados.

Por Dalva Helvig Nikolak

Fonte: livro No Mundo Maior, de Francisco Cândido Xavier, editora Federação Espírita Brasileira.

Continua no próximo Post – SEXO sob o olhar da espiritualidade – Parte III

ptenfrdees

Lembrete

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Não vá embora sem deixar seu comentário. Como vou saber que me visitou?

Eu sou Dalva Helvig Nikolak

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

    Falar da gente mesmo parece não ser uma das tarefas mais fáceis, mas para VOCÊ  que ficou interessado(a) em meu trabalho, vou me desvendar um pouco e contar como penso.
    Sou DALVA Helvig Nikolak, nasci no dia 31 de dezembro de 1950, em Curitiba-PR, Brasil.
    Autora do livro TARDE DEMAIS.  TARDE DEMAIS é uma experiência vivida em vidas passadas.
    Pois bem, sou Parapsicóloga, com curso de Pós-Graduação na Faculdade Integradas Espírita de Curitiba - Pr., em 1989. 

Leia mais...

Livro "Tarde Demais"

livro

Pensamento do dia

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Grandes batalhas
“Grandes batalhas só são dadas a grandes guerreiros!”
             Mahatma Gandhi

 

Medite Brincando. É sério!

Assine Nossa Newsletter

Nome
E-mail *
 
 
 

Livros que li e recomendo

Ave, Cristo! Thumbnail

"Ave, Cristo! Os que vão viver para sempre te glorificam e saúdam!"Esse sublime estandarte, que centenas de almas radiantes seguravam no mundo espiritual, mártires do Cristianismo encontravam após os...

Renúncia Thumbnail

Em que constelação permaneceria Alcione, a alma de sua alma, vida de sua vida?A doce Alcione pede para voltar à Terra e acompanhar o grande amor de seu passado. Carlos, numa nova existência de...

Cinquenta anos depois Thumbnail

Somente os séculos de trabalho e de dor poderão anular os séculos de egoísmo, orgulho e ambição que nos conduziram à iniquidade!Passados cinquenta anos de sua trajetória como o senador Públio...

Há 2000 anos ... Thumbnail

Que são os milênios no relógio da Eternidade?A humildade do Espírito Emmanoel nos proporciona esta narrativa da existência carnal em que foi o orgulhoso senador romano Públio Lentulus e obteve...

Paulo e Estêvão Thumbnail

O Mestre chama-o, da sua esfera de claridades imortais. Paulo tateia na treva das experiências humanas e responde: -  Senhor, que queres que eu faça?   Depois de sete décadas de existência, o romance...