AVÓ

avo 9

  Você pensa que já viveu tudo na vida; aí você se torna avó e percebe que a cada dia vive uma experiência nova; parece que a vida recomeçou.
  Ser avó, é ser menina com cabelos brancos; ser avó, é ficar muito contente e orgulhosa, mais do que os netos, a cada conquista deles.
  Pegando o embalo dos Posts – Desafios da terceira idade – Parte I e Parte II – já nos leva a pensar em avós e netos.
  Mesmo não tendo palavras doces o suficiente para expressar os sentimentos em relação aos netos, o que consegui colocar aqui não passa de uma pálida idéia, apenas.
  Com um clik, hoje tudo procuramos e encontramos na Internet, ou melhor, quase tudo.
  Eu mesma me valho da Internet para encontrar imagens, figuras, para enriquecer o que escrevo. Imagens suas, de amigos, muito está aí nesse arquivo que parece infinito.

avo 11avo 13

  Os sentimentos, por outro lado, não geram imagens que possam ser publicadas. Coisas só suas, inconfessáveis até, não estão lá, estão cá dentro de você.
  A primeira vez que fui chamada de avó, equivale a primeira vez que fui chamada de mãe. É como se fosse uma segunda chance.
  Faz poucos anos, porém essa palavrinha fica ressoando sem cessar até hoje nos meus ouvidos: Aaaavóóóóó´.
  Minha neta, assim cantarolava, especialmente todas as manhãs e na primeira vez que estava me vendo naquele dia: Aaaavóóóóó´.
  Fazia isso, seguido e repetidas vezes.
  Meu coração transbordava de alegria e essa lembrança ficará para sempre gravada em minha alma.
  Desejo ouvir outra vez, seguida, repetida e infinitamente.
  Uma coisa que nos envelhece, física e interiormente, é a distância que separa, é a saudade que teima em estar presente, quando os netos estão ausentes.

avo 3

  Precisamos pedir desculpas para algumas noras, porque nós sogras, somos um mal necessário. Assim também ocorre com algumas mães, pais, irmãos, tios, etc. Não dá para escapar dessa corrente.
  Esse parentesco vem de presente (presente de grego?), não há outra escolha que se possa fazer. Dá para lembrar, se quiser, que esse parentesco nasceu de um grande amor, inicialmente entre os avós. Então, uma coisa depende da outra, queira ou não.
  E os netos? Como não os amar, se são fruto, do fruto desse amor original.

avo 5

  As noras um dia serão as sogras de amanhã. Parece tão looooonge, mas não se iluda, esse dia chegará e você sempre pensará: “nossa, ainda é tão cedo!!”
  Quem tem algum problema com isso, relaxe e agradeça, se puder, por aquilo que veio antes de você. Ainda que não seja capaz neste momento de mensurar o quanto de amor foi colocado nessa tarefa, nessa experiência de ser mãe, de ser pai.
  Por vezes impingimos sofrimentos, decepções aos filhos e também a outras pessoas, às vezes conscientes, outras inconscientes, sem intenção, embora isso até perca a importância, pois a dor não quer saber nada disso de motivo, intenção, ou o que for, ela apenas dói, e dói.

avo 12

  Quero ser a melhor mãe e a melhor avó do mundo.
  Quem pode dizer como é isso?
  Quem tem esses requisitos nessa e em todas as etapas de nossa vida?
  É mais fácil sabermos como é a pior mãe, a pior avó do mundo. Já ouvimos falar, já presenciamos e já assistimos no noticiário. Dá para termos noção de como não deveria ser.
  E da melhor? me diga você se puder, porque eu neste momento, não consigo.
  Quero ser a avó da qual minha neta e meu neto tenham muitas histórias para contar. Quero cometer erros que os faça rir; quero ser fonte de inspiração; quero rasgar um sorriso nos seus rostos quando pensarem na avó; quero deixar lembranças venturosas, assim como eu as tenho das minhas avós; quero que eles desejem, sempre, voltar à casa da avó e ao colo da avó.

avo 2avo 4

  Enfim, quero caprichar cada dia mais nesse arquivo de memórias.
  Sonhar não custa nada...
  Quando chegar SUA VEZ você me dará razão e muito mais. Aguarde!

Por Dalva Helvig Nikolak

ptenfrdees

Lembrete

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Não vá embora sem deixar seu comentário. Como vou saber que me visitou?

Eu sou Dalva Helvig Nikolak

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

    Falar da gente mesmo parece não ser uma das tarefas mais fáceis, mas para VOCÊ  que ficou interessado(a) em meu trabalho, vou me desvendar um pouco e contar como penso.
    Sou DALVA Helvig Nikolak, nasci no dia 31 de dezembro de 1950, em Curitiba-PR, Brasil.
    Autora do livro TARDE DEMAIS.  TARDE DEMAIS é uma experiência vivida em vidas passadas.
    Pois bem, sou Parapsicóloga, com curso de Pós-Graduação na Faculdade Integradas Espírita de Curitiba - Pr., em 1989. 

Leia mais...

Livro "Tarde Demais"

livro

Pensamento do dia

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Escolhas
“Viver é isto: ficar se equilibrando o tempo todo entre as escolhas e as consequências.”
              Jean Paul Sartre

 

Medite Brincando. É sério!

Assine Nossa Newsletter

Nome
E-mail *
 
 
 

Livros que li e recomendo

Ave, Cristo! Thumbnail

"Ave, Cristo! Os que vão viver para sempre te glorificam e saúdam!"Esse sublime estandarte, que centenas de almas radiantes seguravam no mundo espiritual, mártires do Cristianismo encontravam após os...

Renúncia Thumbnail

Em que constelação permaneceria Alcione, a alma de sua alma, vida de sua vida?A doce Alcione pede para voltar à Terra e acompanhar o grande amor de seu passado. Carlos, numa nova existência de...

Cinquenta anos depois Thumbnail

Somente os séculos de trabalho e de dor poderão anular os séculos de egoísmo, orgulho e ambição que nos conduziram à iniquidade!Passados cinquenta anos de sua trajetória como o senador Públio...

Há 2000 anos ... Thumbnail

Que são os milênios no relógio da Eternidade?A humildade do Espírito Emmanoel nos proporciona esta narrativa da existência carnal em que foi o orgulhoso senador romano Públio Lentulus e obteve...

Paulo e Estêvão Thumbnail

O Mestre chama-o, da sua esfera de claridades imortais. Paulo tateia na treva das experiências humanas e responde: -  Senhor, que queres que eu faça?   Depois de sete décadas de existência, o romance...